Tipos de piso para sua casa

Olá pessoal!

Escolher o piso para os ambientes da casa não é nada fácil. Com a infinita variedade de opções, costuma deixar as pessoas um pouco perdida na hora da escolha do piso. A dica é escolher com calma, ver o estilo do ambiente, os móveis e as cores das paredes que compõe o ambiente escolhido. Assim você não corre o risco de se arrepender depois do quebra-quebra.
Quando comecei a saga de escolher pisos, ia diversas vezes a loja de construção, tirava foto voltava para casa para "estudar", voltava de novo na loja, tirava mais fotos até sentir confiante com a escolha do piso. Um ponto importante é a metragem que deve ser escolhido pelo menos 10% a mais para casos de quebra ou caso o produto não esteja mais disponível no mercado na mesma textura ou tonalidade.
Aqui em casa usamos o porcelanato na sala de estar, jantar e cozinha (dando amplitude) e o piso laminado nos dormitórios.

Piso de madeira

Os pisos de madeira possuem cerca de 2 cm de espessura e podem ser revitalizados até três vezes. São nobres e mais caros por ser feito de madeira maciça.
Os pisos de madeiras são divididos em uma série de produto diferentes. Em comum, eles possuem o fato de serem de madeira natural, em toda sua composição, ainda que de diversas espécies diferentes. Existem pisos de cumaru, peroba, ipê, amêndola, tauari, carvalho, entre outros. Há diferença sobre a resistência e dureza dessas espécies, que podem ser averiguadas em lojas especializadas. Geralmente os estabelecimentos possuem uma escala com a resistência de cada uma das espécies com que trabalham. 
Tacos, assoalhos e parquets são alguns dos nomes de diferentes pisos de madeira, e a diferença entre eles está na espessura e largura das ripas (tábuas) de madeira que compõem o piso e também por sua forma de aplicação. É possível ainda realizar diversos desenhos ou paginações com os diferente formatos de piso. São de alta resistência, com possibilidade de raspagens que deixam o piso quase novo após anos de uso, dão conforto térmico ao ambiente e agradável sensação ao usuário.
Uso: Em salas de estar, jantar e quartos o piso de madeira dá uma sensação maior de conforto.
Limpeza e manutenção: Colocar feltro sob os pés dos móveis para evitar riscos. Vedar bem as portas e janelas para que a madeira não seja danificada pelas chuvas. Utilizar somente vassoura e aspirador de pó para limpeza.

 Cozinha com Piso de Madeira. Designer: Joanna Laajisto.           
    Assoalho

Sala de Jantar com Mobiliário e Piso de Madeira. Designer: Laurence Patrick. Fotógrafo: Simon Watson.
Desenho feito com o piso de madeira

Como não vale a pena trocar os revestimentos, invista em aplicações de verniz ou resina para pisos de madeira desgastados. Projeto da designer de interiores Vitoria Parasmo  
Piso de tacos

Paleta de color para piso de parquet: blanco gris
Piso parquets

Carpete de madeira

Este piso trata-se de uma folha de madeira natural, fina, colada e prensada a uma base de madeira processada, como compensado, aglomerado, mdf ou similares. Geralmente o carpete de madeira é bem mais fino do que os pisos de madeira maciça.
O carpete de madeira é usualmente instalado com bastante facilidade ao contrapiso e funciona como um piso flutuante, ao contrário dos pisos de madeira, ele não é colado ou parafusado ao piso, mas sim apenas colocado sobre uma manta de separação, e preso um ao outro por meio de encaixes do tipo macho e fêmea. Nas bordas é aplicado um rodapé que arremata o revestimento, evitando que ele saia do lugar. 
Uso:  Em ambientes como sala de estar, jantar e quartos.
Limpeza e manutenção: Utilize vassoura ou aspirador de pó para limpeza do dia a dia. Limpe com pano úmido com água ou detergente neutro. Evitar contato da água direto no piso pois pode causar danos. Não utilizar cera e produtos a base de silicone pois criam uma camada gordurosa causando manchas e dificultando de limpeza. Evitar produtos abrasivos que podem riscar o piso. Colocar feltro sob os pés dos móveis para evitar riscos.

decoração com pisos de madeira fotos Decoração Com Pisos De Madeira Fotos

carpete de madeira

carpete-de-madeira

Piso laminado

O piso laminado é muito parecido com o carpete de madeira. A diferença entre eles está no revestimento final, na superfície em que o usuário pisa. Os laminados são revestidos de fórmica que imita a madeira enquanto que os carpetes de madeira o acabamento é em folha de madeira.
A confusão entre os dois ocorre, pois, os laminados possuem estampas de madeira muito fieis aos carpete de madeira.
A principal vantagem é o preço inferior a madeira. A instalação é por encaixe, o que se torna mais rápido, fácil e limpo. Pode cobrir pisos existentes, como cerâmica, lajota, vinil e concreto, o que é muito útil em uma reforma. Para recebê-lo o contrapiso deve estar limpo, nivelado e isento de umidade.
Uso: Em ambientes como sala de estar, jantar e quartos.
Limpeza e manutenção: Utilize vassoura ou aspirador de pó para limpeza do dia a dia. Limpe com pano úmido com água ou detergente neutro. Evitar contato da água direto no piso pois pode causar danos. Não utilizar cera e produtos a base de silicone pois criam uma camada gordurosa causando manchas e dificultando de limpeza. Evitar produtos abrasivos que podem riscar o piso. Colocar feltro sob os pés dos móveis para evitar riscos.

Piso laminado
Tons claro

Piso laminado
Tons escuro

Pisos Laminados Durafloor Linha Trend (11) 3419-4423
Imitação fiel da madeira

Pisos de vinil ou vinílico

O piso vinílico está cada vez mais em alta, substituindo o porcelanato e o piso laminado, pois é possível fazer desenhos com recortes do piso. Também é uma opção mais ecologicamente correta quando fabricado a partir de materiais reciclados.
Este tipo de piso é macio e térmico, proporcionando conforto. As diferentes padronagens disponíveis imitam a textura de outros materiais como a madeira. Pode ser encontrado em forma de tapete, placa ou manta, dispensam argamassa na instalação e normalmente são fixados com cola.
Antes de instalar o piso vinílico sobre cerâmica, esta deve receber um tratamento especial. Excelentes para famílias com crianças por se tratar de um material antialérgico, não absorve umidade, resistente a água é muito fácil de aplicar, podendo em vários casos ser aplicado sobre outros pisos.
Usos: Em ambientes como sala de estar, jantar, banheiros, cozinha e quartos.
Limpeza e manutenção: Utilizar vassoura ou aspirador de pó. Limpe com pano úmido com água ou detergente neutro diluído em água.Pode também ser utilizado cera acrílica, removedor acrílico e selador. Para tirar manchas mais difíceis utilize uma bucha macia. Evite produtos abrasivos.

Piso Vinílico como opção para mudar aparência de piso sem quebrar o antigo.


Porcelanato

O porcelanato é o tipo de revestimento que vai bem em qualquer ambiente da casa. Por existir uma grande variedade de tipos, há perfeitos para sua sala, quarto, banheiro e cozinha. Possuem alta resistência à abrasão, durabilidade, grande variedade de tons e textura. O  porcelanato usado em todo o imóvel ajuda a casa parecer maior e amplo. Podemos encontrar no mercado porcelanatos que imitam madeira, cimento, couro e metal. A instalação é rápida mais requer regularização do contrapiso antes da aplicação.

Tipos de porcelanato:
- Polidos: versão mais famosa e difundida do porcelanato. Possui um brilho único, superior ao das pedras naturais, que se conserva por anos, sem manutenção.
- Esmaltados: O porcelanato mais versátil, pode ser liso ou áspero, brilhante ou mate. É ideal para áreas internas como salas e quartos.
- Anti-derrapante: Piso levemente abrasivo com superfície natural (não polido) perfeito para uso em áreas úmidas como sauna, box de banheiro e decks.
- Rústico polido: Possui a grande vantagem de ter uma superfície rústica e polida ao mesmo tempo, garantido maior segurança. Ideal para áreas de tráfego intenso e ambientes comerciais.
- Rústico: Não leva polimento, sua textura é levemente áspera e de aspecto opaco. A limpeza é um pouco mais difícil, por isso não é muito indicado para cozinha, pois retém gordura com mais facilidade.
Usos: Seu uso é amplo, pode ser aplicado em ambientes internos e externos.
Limpeza e manutenção: Tomar cuidado para que nenhum produto químico caia no piso. A limpeza adequada é um dos fatores mais importantes, pois caso não seja adequada, o piso porcelanato poderá riscar e manchar. O ideal é limpar com detergente neutro diluído em água; lentamente passe uma esponja ou vassoura de cerdas macias sobre a superfície; não use palha de aço, nem qualquer esponja de cerdas duras para não riscar o piso; enxugue com um pano seco. Verifique se a marca escolhida segue NBR 15463 da ABNT, específica para os porcelanatos. Proteja os pés dos móveis e eletrodomésticos com feltro.

porcelanato polido extra http://oazulejista.blogspot.com.br/2014/02/piso-extra-e-piso-comercialqual.html
Porcelanato polido

Porcelanato Esmaltado. (imitando madeira).
Porcelanato esmaltado imitando a madeira

Porcelanato rústico Portinari – Coleção Eco Nature
Porcelanato rústico


porcelanatos e pisos Piso de porcelanato: características, vantagens e dicas

Cimento queimado
Optar pelo piso de cimento queimado é uma forma de economizar na reforma da casa. Esse tipo de revestimento oferece um visual rústico e contemporâneo. Não recomendável utilizar em áreas externas ou áreas úmidas pois a água em contato com esse tipo de revestimento torna o piso escorregadio e pode acabar rachando e diminuindo sua durabilidade.
Dicas:
Antes de aplicar o cimento queimado é importante que o contrapiso esteja limpo, desengordurado e sem pó. Caso haja trincas ou partes soltas, recomenda-se nivelar o contrapiso antes do processo. Aplicar resinas com base acrílica por cima da massa ainda úmida são uma opção para retardar a cura do cimento. Quanto mais lenta a cura, menor a probabilidade de aparecerem trincas e rachaduras. A cura do cimento é o processo de secagem da massa. Para evitar manchas, é indicada a aplicação de duas demãos de verniz à base de água logo após a cura e antes do uso do piso. O piso deve ser selado e impermeabilizado com resina. No caso de cimento colorido, é necessário um produto com filtro contra raios ultravioletas.
Uso: Pode ser utilizado em pisos e paredes por não ter rejuntes e de fácil limpeza.
Limpeza e manutenção: O cimento mesmo queimado é um material poroso, portanto fácil de manchar. Para evitar manchas, recomenda-se a impermeabilização da superfície ou encerar. Utilizar para limpeza sabão neutro, vassoura ou enceradeira.
Piso de cimento queimado.
20 imagens para você amar o piso de cimento queimado
Sem poder gastar demais na reforma  do ateliê, a artista plástica Ana Paula Wenzel optou pelo piso de cimento queimado. “Para não ficar com o visual pobrinho, pintei o desenho que copiei de um ladrilho hidráulico antigo com estêncil”, diz
20 imagens para você amar o piso de cimento queimado (parte 2)

Piso de mármore
O mármore é uma rocha originada de calcário exposto a altas temperaturas e pressão. essa pedra recortada e polida parece vidro com cor de pedra, liso, limpo e super chique. Dá ao ambiente uma aparência refinada e bonita. é uma ótima escolha para quem não quer perder tempo limpando o chão, por ser um piso de fácil limpeza.
O mármore tem um custo alto, podendo ser usado para valorizar alguma parte específica da sua casa. Caso opte por usar na casa toda, deve tomar cuidado na escolha dos móveis e tinta da parede. Você pode também fazer desenhos com mármores de cores diferente dando um motivo especial a sua casa.
Uso: Área externa de preferência a mármores sem polimento e mais rústicos e nas áreas internas mármores liso e impermealizados com produtos especiais para evitar manchas.
Limpeza e manutenção: O piso de mármore se mancha facilmente ao entrar em contato com café, gordura, vinho, latas, pregos e grampos de cabelos molhados.Evite usar água em abundancia. Não usar água sanitária, solventes, sabão em pó, querosene, sapólio, ácido muriático ou qualquer outro produto corrosivo. A limpeza diária deve ser feita com um pano umedecido com água e detergente ou sabão neutro ou sabão de coco. Após esse procedimento, enxágue com um pano molhado com água e torcido secando com um pano macio. Também é indicado varrer com vassoura macia e aspirador de pó. Outra dica é encerar o piso após limpo e seco com cera líquida incolor.
piso de mármore exótico grigio http://oazulejista.blogspot.com.br/2014/05/como-utilizar-marmore-e-granito.html#axzz3273t3w1i

ambiente em mármore creme-bege http://oazulejista.blogspot.com.br/2014/05/como-utilizar-marmore-e-granito.html#axzz3273t3w1i

O banheiro, com piso de mármore preto

Ladrilho hidráulico

Derivado do mosaico bizantino, são produzidos artesanalmente, um a um, a partir de moldes metálicos e de uma mistura de matérias primas como o cimento. São uma ótima opção para dar acabamento em ambientes rústicos. Por ser artesanal os ladrilhos podem ganhar cores, formas e tamanhos que o cliente desejar. Mas, o que torna esse revestimento tão interessante é a afinidade de estilos, desenhos e cores que pode ser aplicada em sua superfície. As possibilidades vão desde as peças sóbrias em branco e preto para passeios públicos, aquelas com motivos geométrico e florais encontradas nas cozinhas de antigamente. Em cada quadrado é possível combinar até cinco tons diferentes. A mão-de-obra de colocação deve ser especializada para não ter problemas no assentamento dos ladrilhos. Tomar cuidado para não molhar os ladrilhos enquanto forem assentadas pois pode manchar.
Uso: Área externa e internas, inclusive em paredes.
Limpeza e manutenção: Para manutenção do dia a dia, passe cera líquida incolor com um rodo a cada 15 dias ou quando perceber que o piso está perdendo o brilho. Para a limpeza, use apenas água e sabão neutro. A cera conserva a resina, portanto, passe-a regularmente. 

piso ladrilho hidráulico
Sala de jantar

O jardim vertical rouba a atenção nesta varanda projetada pela arquiteta Selma de Sá Moreira. A vegetação se soma ao azul e à madeira, que dão ar de casa ao apartamento. O piso é de ladrilho hidráulico
Área externa


....................
Banheiro

Piso granilite

O granilite é uma mistura de pedras como mármore, granito, calcário e quartzo, que misturados com cimento, areia e água se transformam em microconcreto com grande resistência a impactos e a abrasão. O granilite possui acabamento liso e rústico. Os lisos são indicados para ambientes internos e o rústico vai bem em ambientes externos como varandas e quintais.
Aplicado em larga escala, pode ser usado como piso ou rodapé em áreas de maior circulação seguindo a tendência da construção civil e da decoração de ambiente, sendo disponível de infinitas cores e combinações. Esse tipo de piso oferece baixo custo na produção e aplicação, mas é importante contratar mão-de-obra especializada para obter resultados desejados.
Uso: Pisos lisos em ambientes internos e pisos mais rústicos em ambientes externos.
Limpeza e manutenção: Use vassoura e sabão neutro para a limpeza. Não devem ser usados produtos abrasivos que estragam a impermeabilização e a argamassa composta por cimento. 

Projeto do escritório Reinach Mendonça arquitetos, esta casa paulistana traz no hall piso de granilite branco com mármore Espírito Santo. os cacos foram assentados com argamassa para cerâmica em contrapiso nivelado. O piso, sem o mármore (r$ 300 o m2, na Marmoraria souza), sai por r$ 220 o m2. Sabão neutro no dia a dia, cera quinzenalmente e resina a cada três anos.
Granilite branco com mármore

O apartamento ganhou amplitude e luminosidade com o granilite branco que cobre todos os pisos
Granilite branco

Conclave Granilite é um piso cimentício que leva na sua composição cimento e granilha, mas neste caso ele recebe um polimento. Enquanto o fulget possui um aspecto granulado, o granilite possui um aspectoliso e plano, mas evidenciando a diferença de cor da granilha e do cimento utilizados. O cimento pode ser branco ou cinza e a granilha apresenta uma infinidade de cores e possibilidades de composição.

Pastilha de vidro

Os ambientes decorado com pastilhas de vidro se tornam mais aconchegantes e receptivos, além de adquirem um visual personalizado. As pastilhas de vidro conseguem substituir os azulejos usados na construção tradicional e compõem um revestimento cheio de impacto, originalidade e beleza. As pastilhas acrescentam cor ao ambiente escolhido sendo material perfeito para revestimento de banheiros, área de serviço e cozinha. Há dois tipos: as de vidro e as que são feitas de uma massa chamada vidrotil. As primeiras são mais regulares e de acabamento arredondado. As de vidrotil ganham pigmentação na própria massa e seu corte é feito manualmente, por isso as arestas são um pouco irregulares. Cuidado ao usar em pisos, pois pode cortar o pé se for mal assentado.
Uso: Banheiro, área de serviço e cozinha.
Limpeza e manutenção: Lavar com sabão neutro e água. Outra opções são detergente, sabão de coco e produtos convencionais multiuso para cozinha. Evitar a lavagem do rejuntamento com soluções de ácidos, o que pode acabar prejudicando sua durabilidade.


Em um trecho da cozinha, o piso de porcelanato foi substituído por pastilhas de vidro pretas de 2 x 2 cm (Colormix). "Queria um revestimento descontraído e também trazer charme para a área da bancada", explica a arquiteta Gisele.        modo slideshow


Pastilhas de vidro, mosaico de vidro, pastilhas, pastilha de vidro cristal, revestimento em vidro


Como o morador adora pastilhas de vidro, a arquiteta Adriana Tupinambá usou o revestimentos na banheira, no piso e nas paredes deste banheiro. Para deixar o local mais iluminado e ajudar na organização, foram instalados nichos iluminados com lâmpadas junto a banheira em boxe.

Fontes: Pinterest
             Madeira Madeira
             Casa e imóvel - uol
             Revista Época - globo
             Portobello
             Casa mais
             Decoração e vidro
             Mundo das tribos

Comentários

Postagens mais visitadas